Os ex-deputados Miro Teixeira e Alceu Collares vão receber a Medalha do Mérito Legislativo 2023

Os ex-deputados Miro Teixeira e Alceu Collares vão receber a Medalha do Mérito Legislativo 2023


A Câmara dos Deputados divulgou, nesta quinta-feira (9), a lista dos escolhidos para a Medalha Mérito Legislativo 2023 destinada a condecorar autoridades, personalidades, instituições ou entidades – tanto nacionais quanto estrangeiras – que tenham contribuído significativamente para o Poder Legislativo ou para o Brasil.

Entre os escolhidos estão dois ex-deputados pedetistas. O líder do PDT na Câmara, André Figueiredo (CE), indicou Miro Teixeira (RJ). O segundo-suplente da Mesa da Câmara, Pompeo de Mattos (RS), designou Alceu Collares (RS). A solenidade de entrega está marcada para o dia 6 de dezembro, às 10h, em sessão especial no Plenário Ulysses Guimarães.

Miro Teixeira Gomm, natural do Rio de Janeiro, é advogado criminalista. Na Câmara dos Deputados, participou do Congresso Revisor da Constituição (1987-1991). Foi eleito deputado Federal pelo PDT por seis legislaturas (1991-1995); (1995-1999); (1999-2003); (2003-2007); (2007-2011) e (2011-2015). Nesse período, liderou a bancada pedetista por quatro. Também ocupou a liderança do Governo na Casa (2004).

Alceu de Deus Collares nasceu em Bagé (RS), é advogado e servidor público. Em 1980, filiou-se ao PDT, partido que ajudou a fundar. Em 1986, Collares foi eleito prefeito de Porto Alegre no primeiro pleito realizado diretamente desde a ditadura. Em 1990, elegeu-se governador, cargo exercido até 1995, sendo o primeiro negro a ocupar ambos os cargos (prefeito e governador). Foi deputado federal por cinco mandatos, sendo os dois últimos pelo PDT, do Rio Grande do Sul (1999-2003 e 2003-2007).

Criada em 1983, a Medalha Mérito Legislativo destina-se a condecorar autoridades, personalidades, instituições ou entidades, campanhas, programas ou movimentos de cunho social, civil ou militar, nacionais ou estrangeiros, que tenham prestado serviços relevantes ao Poder Legislativo ou ao Brasil. O indicado pode ser cientista, político, ator, cantor, religioso, enfim, pessoas que, em certo momento da história do País, realizaram algum trabalho que teve repercussão e recebeu a admiração do povo brasileiro.

Ascom Lid./PDT