Deputados ressaltam trajetória de Brizola em sessão de homenagem

Deputados ressaltam trajetória de Brizola em sessão de homenagem

Em sessão de homenagem ao fundador do PDT, Leonel Brizola, nesta quarta-feira (3), deputados pedetistas destacaram a importância do líder trabalhista para a política e a história brasileiras. A solenidade lembrou os 15 anos do falecimento de Brizola, ocorrido em 21 de junho de 2004.

Autor do requerimento para realização da homenagem, o deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), destacou que Brizola, “trabalhista sem deixar de ser socialista, sempre liderou as forças progressistas na linha de frente”. Pompeo disse ainda que o líder gaúcho deveria estar no livro dos recordes (Guinness Book) “pelo investimento em educação, que nenhum outro líder do mundo fez”.

Pompeo lembrou que  a educação sempre foi uma das principais bandeiras do líder pedetista. Quando governou o Rio de Janeiro, Brizola construiu os Centros Integrados de Educação Pública (Cieps), escolas em tempo integral. Durante seu governo no Rio Grande do Sul, também investiu na construção de  mais de 6.300 escolas.

Para o secretário-geral do PDT e presidente da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini, Manoel Dias, uma das principais lutas de Brizola era na educação. Ele defende que os deputados atuais continuem o trabalho feito pelo político. “Queria apenas ressaltar do Brizola a sua coragem, seu destemor e a sua fé inabalável de que o povo brasileiro vá um dia conseguir, através da sua participação efetiva, fazer a grande revolução. A revolução que não se faz mais pelas armas, mas a revolução que faz através do conhecimento”, ressaltou.

Já a deputada pedetista Sílvia Cristina (RO), ressaltou que, ao entrar para a política, se inspirou na trajetória de Leonel Brizola. “Eu sempre disse que sou brizolista, mesmo antes de conhecer o estatuto do PDT”, sublinhou. Em seguida, acrescentou “Brizola é um exemplo que nos permite dizer que esse Brasil vai mudar pela educação, mas especialmente porque estamos ao lado das minorias, das pessoas que merecem ser ouvidas” ,asseverou.

Também presente à sessão de homenagens, o deputado Sérgio Vidigal (PDT-ES) afirmou que a luta de Brizola em defesa dos trabalhadores, da educação pública de qualidade, da soberania nacional está viva em cada um dos brasileiros. “Nós sabemos que Leonel Brizola vive! Vive nas nossas memórias, vive na nossa história.”

Biografia – Brizola

Fundador do PDT, Leonel de Moura Brizola nasceu em 1922, em Carazinho, no Rio Grande do Sul, e faleceu no Rio de Janeiro, em 2004. Foi o único político brasileiro a governar dois estados diferentes: o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro. Também foi prefeito de Porto Alegre, deputado estadual e deputado federal.

Brizola teve participação expressiva na luta contra a ditadura militar, tornando-se um dos protagonistas da história política brasileira.

Comandou a Campanha da Legalidade, em 1961, para barrar o plano dos militares, que pretendiam impedir o vice-presidente João Goulart de assumir a presidência após a renúncia de Jânio Quadros. Em defesa do povo brasileiro, Brizola, então governador do Rio Grande do Sul, se entrincheirou no Palácio Piratini, de onde liderou o Movimento da Legalidade. Sua voz em defesa da Constituição ecoou por todo o país e garantiu a posse de Jango em 7 de setembro de 1961.

Após o golpe de 1964, viveu no exílio no Uruguai, nos Estados Unidos e em Portugal, voltando ao Brasil em 1979, com a Lei da Anistia. Foi candidato à Presidência da República por duas vezes (1989 e 1994) e candidato à vice na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva na eleição de 1998.

A biografia de Brizola foi pautada pela luta em defesa da soberania nacional, dos direitos dos trabalhadores, do ensino de qualidade e da escola de tempo integral, sempre em prol da igualdade social.