André Figueiredo defende a preservação das instituições brasileiras em Plenário

André Figueiredo defende a preservação das instituições brasileiras em Plenário

O deputado federal André Figueiredo falou ontem, em plenário, sobre o ingresso da ação no Supremo Tribunal Federal (STF), pelo PDT, para tentar reverter a reforma administrativa que vem sendo delineada no governo interino de Michel Temer. O parlamentar ainda apontou o retrocesso nos direitos de aposentados, com a extinção do Ministério da Previdência. Para ele, os aposentados passarão a ser tratados como números a partir de políticas inseridas no âmbito do Ministério da Fazenda. “Nossos aposentados terão de conviver dentro do Ministério da Fazenda com uma política cada vez mais conservadora”.

André, que também é vice-presidente nacional do partido, ainda falou da preocupação de edição de medidas como a MP 727/16, que permite a desestatização de empresas públicas. “Não podemos votar contra o Brasil. Essas medidas que aí estão comprometem de uma forma irreversível o Estado brasileiro. O caráter desse governo é transitório e de substituição. Esperamos reverter essas ações no STF para que o Brasil não tenha toda sua estrutura desmontada e possamos preservar instituições importantes para o Brasil e áreas como a cultura acadêmica e dos movimentos sociais”, disse.