Mauro Benevides Filho elogia decisão do STF de suspender leis de controle de gastos

Mauro Benevides Filho elogia decisão do STF de suspender leis de controle de gastos

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes de suspender a aplicação da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) durante o combate à pandemia de coronavírus gerou elogios entre os parlamentares. Contudo, eles afirmam que é necessária uma ação coordenada com os estados e municípios para que esse dinheiro seja bem gasto.

Com a decisão do STF, será desnecessária a demonstração de adequação e compensação orçamentárias em relação à criação ou expansão de despesas públicas destinadas ao enfrentamento do Covid-19. Estados e municípios que também tenham decretado calamidade pública, como fez o governo federal, também terão flexibilidade nos gastos.

Para o deputado Mauro Benevides Filho (PDT-CE) a decisão do Supremo foi acertada. De acordo com ele, a suspensão da LRF e da LDO vai dar ao governo federal uma forma de agilizar os gastos, compensar para quem precisa e não fazer com que a economia tenha uma depressão muito profunda.

“Eu, pessoalmente, acredito que se isso se limitar, como está descrito na decisão, exclusivamente ao período de calamidade; e a população precisa muito disso; eu não vejo razão para se deixar suspeita de uma possível não sustentabilidade fiscal do governo federal no longo prazo. Portanto, não precisa de emenda constitucional”, disse.

O governo justificou o pedido de suspensão das leis de controle de gastos, afirmando que ainda não sabe quanto será gasto com ajuda aos trabalhadores informais, com o pagamento de seguro-desemprego a quem tiver contrato de trabalho suspenso, com distribuição de alimentos a idosos, entre outros programas.

O Tesouro Nacional divulgou que já espera que o setor público tenha um déficit de R$ 400 bilhões este ano por causa dos novos gastos e por conta da esperada queda de receitas de impostos.

Ascom Lid./PDT com Agência Câmara de Notícias