Comissão aprova direito a acesso a tecnologias de informação e comunicação por pessoas idosas

Comissão aprova direito a acesso a tecnologias de informação e comunicação por pessoas idosas

Com parecer favorável da deputada Flávia Morais (PDT-GO), a Comissão de Direitos da Pessoa Idosa aprovou nesta quinta-feira (5) projeto que prevê ações intersetoriais para garantir acesso e capacitação no uso de tecnologias de informação e comunicação a idosos (PL 1257/21). De acordo com a relatora, a proposta da deputada Paula Belmonte é oportuna porque “a educação digital de idosos é uma necessidade imperiosa que demanda integração de atores e pluralidade de ações, nas esferas pública e privada e em níveis local e nacional”.

Flávia Morais argumenta que o isolamento social e a ausência de interação física com os idosos, causados pela pandemia de covid-19, “possui consequências graves para a saúde física e mental”. A deputada cita revisão da bibliografia sobre o impacto do isolamento em idosos.

Segundo afirma, o estudo indica que “geralmente, o idoso tem medo por si e por seus entes queridos, e com isso seu sono se altera e seu apetite pode ser impactado, o que também é um cenário propício para gerar ou agravar problemas crônicos de saúde, como diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares”.

Nesta situação, prossegue a parlamentar, as tecnologias de informação e comunicação são fundamentais para diminuir a sensação de solidão, ao permitir o convívio pelo menos virtual. “Todavia, não é apenas em aspectos lúdicos e comunicacionais que as TIC são importantes aliadas, diversos serviços são prestados pelos novos meios, permitindo a realização de atividades, a fruição de direitos ou auxiliando no cumprimento de obrigações”, acrescenta.