XIV Seminário LGBT do Congresso Nacional – Transição Cidadã: Nossas Vidas Importam

XIV Seminário LGBT do Congresso Nacional – Transição Cidadã: Nossas Vidas Importam

lgbt

A Câmara dos Deputados realiza, nesta terça-feira (13/06), das 9 horas às 18, no Auditório Nereu Ramos o XIV Seminário LGBT do Congresso Nacional, que este ano traz o tema “Cidadania TRANS – Nossas vidas importam”.

Realizado anualmente, o Seminário LGBT do Congresso Nacional discute Identidade de gênero, LGBTfobia, difamação nas redes sociais e ações para deter o preconceito. Depois de discutir o ódio como “emoção política”, em 2015, o evento trouxe para o Parlamento, em 2016, novo enfoque para discutir os preconceitos e a intolerância com as diferenças. Em 2017, o evento debaterá a importância de cada vida humana, mas especialmente daquelas sobre as quais pesam o preconceito, a violência, a negação da sociedade em quase todos os campos, incluindo o mercado de trabalho e o acesso à educação.

PROGRAMAÇÃO

Entre os convidados do seminário, lideranças de entidades de defesa pelos direitos de pessoas transexuais e travestis, e também de gays, lésbicas e bissexuais, como o Instituto Brasileiro de Transmasculinidade (Ibrat), a Forum Nacional de Travestis e Transexuais Negras e Negros (Fonatrans), Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), Fórum Nacional de Educação, Associação Brasileira de Famílias Homoafetivas (ABRAFH), Rede Afro LGBT, além do Conselho Federal de Psicologia e Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

O seminário terá como atividade cultural uma exposição de arte produzida por e sobre pessoas trans. A arte é o meio catalisador que reúne as expressões e representações mais visíveis do universo gay, lésbico, transexual e de indivíduos que não se enquadram nos padrões da nossa sociedade.

A exposição “É tudo nosso” é um pequeno recorte da produção de artistas do Distrito Federal e de outros estados que com seus trabalhos chamam atenção para os direitos básicos que são negados às minorias. A mostra, que tem curadoria de Clauder Diniz, transita entre o erotismo, a denúncia, o ativismo, o afeto e a poesia, e poderá ser vista na Casa da Cultura da América Latina, em Brasilia, entre os dias 13 e 28 de junho.

São 18 artistas, como Christus Nóbrega, Alair Gomes, António Obá, Odinaldo Costa, João Henrique, Léo Tavares e Rosa Luz, com trabalhos em fotografia, vídeo-performance, pinturas, arte eletrônica e desenho.

Ascom Lid./PDT com Ag. Câmara