Executiva do PDT se reúne em Brasília nesta quinta (8)

Executiva do PDT se reúne em Brasília nesta quinta (8)

Capturar_PDT12

A Executiva ampliada do PDT se reúne nesta quinta-feira (8/3) de março, na sede nacional do partido, em Brasília, para discutir rumos e prováveis nomes que vão disputar as eleições de outubro. No encontro, o nome de Ciro Gomes será confirmado como pré-candidato à presidência da República pelo PDT.

O deputado distrital Joe Valle, atual presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal também terá seu nome lançado como pré-candidato a Governador do DF.

De acordo com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, a reunião será uma grande demonstração de unidade e irá confirmar a candidatura própria do partido à presidência da República. Desde 2005 o partido não disputa o cargo.

“Trabalhamos pesado neste último ano, percorrendo todos os estados brasileiros. Ouvimos nossa base, discutimos o futuro do país e chegou a hora de mostrar nossa cara para as eleições de 2018. Vamos disputar cargos majoritários em quase todos os estados – e no Distrito Federal – e confirmaremos o nome de Ciro para nos representar na corrida ao Palácio do Planalto”, afirmou Lupi.

O presidente do PDT informou que tem conversando com as demais forças progressistas do país e que, em breve, um cenário mais concreto será validado.

“É hora de conversar, reunir quem pensa como a gente, apresentar o nome de Ciro e suas propostas para o Brasil. Acredito que temos o melhor projeto e o nome mais preparado para conseguir tirar o país da estagnação e destas medidas retrógradas que temos acompanhando com o ilegítimo governo de Temer. Ciro é um homem íntegro, competente e não tem seu nome sequer mencionado na vala comum que atinge a política brasileira, com casos de corrupção por todos os lados”, disse Lupi.

Até o momento, o PDT contabiliza 11 candidatos a governador, dentre eles, Jairo Jorge (Rio Grande do Sul), Osmar Dias (Paraná), Sérgio Vidigal (Espírito Santo), Joe Valle (Distrito Federal), Acir Gurgacz (Rondônia), Odilon de Oliveira (Mato Grosso do Sul).

Ascom Lid./PDT com Assessoria do PDT Nacional