Sergio Vidigal vota contra relatório da Reforma Trabalhista 

Sergio Vidigal vota contra relatório da Reforma Trabalhista 

O Deputado Sergio Vidigal (PDT-ES) reforçou, nesta terça-feira (25/04), na comissão especial da Reforma Trabalhista a posição contrária do PDT ao substitutivo do projeto da Reforma Trabalhista, do Executivo, que altera cerca de 100 artigos da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e retira direitos do trabalhador brasileiro.

O pedetista pediu que os deputados não pensem só no grande, no empreendedor, no investidor, mas que tenham a convicção do está sendo proposto para o trabalhador sem ter a participação dele nas discussões.  “O que está em discussão é o futuro dos trabalhadores e do país. O projeto da reforma foi discutido em menos de 90 dias. E muitos estão achando que estamos com a arma para resolver o problema do país e não vai”.

Para o deputado o grande problema do país é a carga tributária alta, falta de investimento em infraestrutura e capacitação e qualificação do trabalhador.  “Tenho convicção de essa corda ela sempre estoura no lado do menor. Hoje da forma que está o proposta de reforma meu voto é não”.

De acordo com Vidigal, é preciso reflexão sobre o que vai acontecer se a reforma passar da forma em que está. “Vamos olhar para frente para enxergar. A Casa tem que votar com convicção. Para isso, vamos aguardar o dia 28, quando o trabalhador vai se manifestar.

Ascom Lid./PDT