Segurança Pública ouve jornalista do Mato Grosso sobre denúncias de ameaças que recebe do governo do estado

Segurança Pública ouve jornalista do Mato Grosso sobre denúncias de ameaças que recebe do governo do estado

Por solicitação do deputado Subtenente Gonzaga (PDT-MG), a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado ouve nesta terça-feira (5) o jornalista Alexandre Aprá de Almeida sobre denúncias de que o profissional recebe ameaças do governador do Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), da primeira-dama, Virginia Mendes, e do publicitário Ziad Fares.

Segundo Subtenente Gonzaga, em 13 de setembro a imprensa noticiou que o jornalista entregou para análise da Policia Federal áudios e vídeos gravados por um detetive particular contratado pela primeira-dama, Virginia Mendes, “com o plano de incriminá-lo por meio de artifícios ardilosos”. O projeto, conforme o deputado, seria armar um flagrante de tráfico de drogas e aliciamento de menores para incriminar Aprá.

Subtenente Gonzaga explica que o jornalista investigava contratos suspeitos do governo mato-grossense com agências de publicidade. “Matérias jornalísticas que demostravam publicamente gastos excessivos com comunicação e que não eram divulgados com a devida transparência”, afirma.

O deputado relata ainda que há informações segundo as quais Alexandre Aprá, de Cuiabá, teve de sair do estado, devido a “ameaças contra a sua vida para que se omita ou não se pronuncie sobre o ocorrido”.

Plenário 5, às 8 horas.