Rejeitado veto a dispositivo que isenta de impostos taxista e deficiente na compra de carro híbrido ou elétrico

Rejeitado veto a dispositivo que isenta de impostos taxista e deficiente na compra de carro híbrido ou elétrico

Deputados e Senadores derrubaram, nesta terça-feira (11), o veto imposto à Medida Provisória 843/18, que isenta do pagamento de IOF e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na compra de carros híbridos ou elétricos por parte de taxistas e deficientes físicos.

A MP foi convertida na Lei 13.755/18, que cria o programa de incentivo ao setor automotivo chamado de Rota 2030.

Segundo o pedetista Subtenente Gonzaga (MG), o veto é um retrocesso e não deveria ter sido admitido pelo ex-presidente Michel Temer. “Essa medida é boa para o meio ambiente, taxistas, deficientes físicos, bem como a indústria automobilística”, argumentou o deputado.

Ascom Lid./PDT