Proposta de Paulo Ramos obriga incluir teste da Covid 19 nos exames de sangue das unidades de saúde 

Proposta de Paulo Ramos obriga incluir teste da Covid 19 nos exames de sangue das unidades de saúde 

Instituições públicas e privadas de saúde, inclusive os laboratórios, poderão ser obrigadas a incluir o teste do novo coronavirus aos exames de sangue realizados em suas unidades. É o que prevê o Projeto de Lei 2733/20, do pedetista Paulo Ramos (RJ).

Os resultados dos exames devem ser encaminhados a uma central, com um banco de dados, capaz de, a partir do conhecimento, contribuir para o enfrentamento da pandemia/coronavirus e elaborar políticas públicas que promovam a saúde da população e poupem vidas.

O Poder Executivo será responsável por viabilizar a política de implementação, bem como destinar recursos do orçamento para a realização dos testes de que trata a proposta.

Para Paulo Ramos, não há tempo a perder. “A pandemia assustadora imposta pelo coronavirus exige medidas que mobilizam todos os agentes, públicos e privados, que podem e devem contribuir com políticas públicas capazes de reduzir as consequências perversas já verificadas”, justifica.

Ascom Lid./PDT

Instituições públicas e privadas de saúde, inclusive os laboratórios, poderão ser obrigadas a incluir o teste do novo coronavirus aos exames de sangue realizados em suas unidades. É o que prevê o Projeto de Lei 2733/20, do pedetista Paulo Ramos (RJ).

Os resultados dos exames devem ser encaminhados a uma central com um banco de dados, capaz de, a partir do conhecimento, contribuir para o enfrentamento da pandemia/coronavirus e elaborar políticas públicas que promovam a saúde da população e poupem vidas.

O Poder Executivo será responsável por viabilizar a política de implementação, bem como destinar recursos do orçamento para a realização dos testes de que trata a proposta.

Para Paulo Ramos, não há tempo a perder. “A pandemia assustadora imposta pelo coronavirus exige medidas que mobilizam todos os agentes, públicos e privados, que podem e devem contribuir com políticas públicas capazes de reduzir as consequências perversas já verificadas”, justifica.

Ascom Lid./PDT