Pompeo de Mattos sugere antecipar fundo de participação dos municípios às cidades gaúchas afetadas pelas enchentes

Pompeo de Mattos sugere antecipar fundo de participação dos municípios às cidades gaúchas afetadas pelas enchentes

O deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS) é o relator da comissão externa criada pela Câmara para acompanhar os danos causados pelas enchentes no Rio Grande do Sul. Ele declarou que a tragédia gaúcha é muito pior que os efeitos da pandemia de Covid-19 para a economia e para a população do estado.

Como ação para minizar os impactos aos municípios, Pompeo sugere liberar o FPM [Fundo de Participação dos Municípios. Ele lembrou que 70 municípios gaúchos estão em estado de calamidade. “Esses 70 precisam de um olhar muito profundo, porque temos cidades arrasadas”, alertou.

Para Pompeo, a Câmara deverá aproveitar alguns projetos da pandemia para minimizar os danos causados pelas enchentes no Sul do País. O deputado citou como exemplo as propostas que criaram o auxílio emergencial e o aluguel social durante a pandemia.

A comissão foi criada em 2023 para apurar e acompanhar os danos causados pelas enchentes que atingiram mais de 90 municípios no estado do Rio Grande do Sul em setembro daquele ano. Agora, o colegiado vai apurar também os recentes desastres causados pelas chuvas ao povo gaúcho.

A criação da comissão, no ano passado, não previa o pagamento, pela Câmara, de despesas relativas à atuação dos deputados. Dessa vez, além de incluir as recentes inundações como objeto da comissão, o Plenário autorizou o pagamento de despesas como o deslocamento dos parlamentares para ver de perto os efeitos da tragédia.

Ascom Lid./PDT