Mário Heringer propõe inserir o nome de Chico Anysio no Livro dos Heróis da Pátria

Mário Heringer propõe inserir o nome de Chico Anysio no Livro dos Heróis da Pátria

Deputado Mário Heringer (PDT-MG)

O deputado Mário Heringer (PDT-MG) apresentou à Câmara dos Deputados projeto de lei (PL 5959/23) que visa inserir, no Livro do Heróis da Pátria, o nome do comediante, ator, diretor, escritor, compositor e artista plástico Francisco Anysio de Oliveira Paula Filho, mais conhecido como Chico Anysio.

Segundo o autor da proposta, o objetivo da iniciativa é dar ao eterno “amado mestre” Chico Anysio o reconhecimento de sua inigualável genialidade, grafando seu nome no mesmo aço que abriga Machado de Assis, Euclides da Cunha, Carlos Gomes, Heitor Villa-Lobos, Ruy Barbosa e outros.

“A obra de Chico Anysio está inscrita na identidade do humor artístico brasileiro e na nossa própria personalidade cômica. Se, a despeito de tantos males que nos cercam, ainda somos um povo de riso largo, farto e fácil, muito devemos a quem sempre nos fez rir com maestria”, afirma Mário Heringer.

Herói ou heroína da pátria é um título dado a personalidades que tiveram papel fundamental na defesa ou na construção do País. O nome é registrado no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria — ou Livro de Aço, pois a obra de fato é formada por páginas de aço —, abrigado no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, na Praça dos Três Poderes, em Brasília (DF).

Criado em 1992, o livro reúne protagonistas da liberdade e da democracia, que dedicaram sua vida ao País em algum momento da história. A inscrição de um novo personagem depende de lei aprovada no Congresso.

Nascido em Maranguape, Ceará, em 12 de abril de 1931, Chico Anysio nos deixou em 23 de março de 2012, aos 80 anos de idade, na cidade do Rio de Janeiro.

Ascom Lid. / PDT