Comissão aprova política nacional da erva-mate

Comissão aprova política nacional da erva-mate

A Comissão de Agricultura da Câmara aprovou, nesta terça-feira (13/09), o relatório do deputado Dagoberto Nogueira (PDT-MS), ao Projeto de Lei 4137/15, que institui a Política Nacional da Erva-Mate.

De acordo com o texto, a erva-mate é importante cultural e economicamente para a Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile. No Brasil, o cultivo vai do Mato Grosso do Sul até o Rio Grande do Sul. As folhas são a principal parte da planta. A erva geralmente é usada para fins medicinais e, principalmente, no preparo de bebidas alimentícias e estimulantes, como chá, chimarrão, e tereré, típicas do Rio Grande do Sul.

Segundo Dagoberto, a proposta apresenta uma política pública duradoura para a cadeia produtiva, que vai ao encontro das reivindicações do setor ervateiro: “Vale ressaltar que, por falta de uma política eficiente para a produção do produto, hoje, está ocorrendo de forma sistemática a substituição desse cultivo por culturas anuais, principalmente nas áreas planas” Ainda segundo o parlamentar, mais de setecentos mil trabalhadores, diretos e indiretamente, serão beneficiados e “a cadeia produtiva da erva-mate será perpetuada”.

Ascom Lid./PDT