Chico D’Angelo homenageia “Almirante Negro” como herói nacional

Chico D’Angelo homenageia “Almirante Negro” como herói nacional

Tramita na Comissão de Cultura o Projeto de Lei 1744/19 do deputado Chico D’Angelo (PDT-RJ) propondo incluir o nome de João Cândido Felisberto, líder da Revolta da Chibata, posteriormente reconhecido como Almirante Negro, no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria.

João Cândido Felisberto nasceu em 1880, na cidade de Encruzilhada do Sul (RS). Filho de pais escravos, aos 13 anos lutou a serviço do governo na Revolução Federalista do Rio Grande do Sul. Com 14, alistou-se no Arsenal de Guerra do Exército e com 15 entrou para a Escola de Aprendizes Marinhos de Porto Alegre.

Em novembro de 1910, o “Almirante Negro” liderou a revolta da Chibata devido aos maus tratos aos marinheiros negros e mulatos que se rebelaram contra a alimentação estragada, os trabalhos pesados e as punições físicas a que eram submetidos nos navios de guerra brasileiros.

À época, duvidava-se que marinheiros semianalfabetos conseguissem manobrar uma das mais potentes esquadras do mundo. João Cândido não apenas realizou tal feito, como ainda o fez de maneira perfeita, do ponto de vista da guerra naval. Daí que o título de “Almirante Negro” lhe caíra perfeitamente.

Ascom Lid./PDT