Marcos Rogério é o novo relator de processo contra Cunha no Conselho de Ética

Marcos Rogério é o novo relator de processo contra Cunha no Conselho de Ética

O deputado Marcos Rogério (PDT-RO) é o novo relator do processo contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (9/12), após o afastamento do deputado Fausto Pinato (PRB-SP) da função de relator.

O presidente do Conselho de Ética, deputado José Carlos Araújo (PSD-BA), estabeleceu uma lista tríplice e o nome de Marcos Rogério foi o escolhido para relatar o processo, contra o presidente da Casa.

O deputado afirmou que vai fazer uma análise cautelosa da matéria e preparar um texto sucinto. “O tema foi amplamente discutindo no Conselho. Eu até tenho minha posição com relação a esse aspecto. Eu estou querendo evitar dar armas para esperneio. Esse processo exige muita cautela em afirmações”, argumentou.

Marcos Rogério disse ainda, que pretende apresentar o parecer na próxima terça-feira (15).

A representação
A representação contra Cunha foi apresentada pelo Psol e pela Rede Sustentabilidade em 13 de outubro. Os dois partidos pedem a cassação do mandato do presidente da Câmara por entenderem que há divergências entre informações da Procuradoria-Geral da República (PGR) e o depoimento prestado por Cunha à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras em março deste ano, quando ele negou ter contas bancárias no exterior não declaradas à Receita Federal.

O advogado de defesa de Cunha, Marcelo Nobre, declarou ao conselho que o deputado não omitiu informações porque não existe lei brasileira que obrigue qualquer cidadão brasileiro a declarar em seu imposto de renda valores de contas em trustes. Segundo o advogado, a representação é baseada apenas em denúncias, sem nenhuma prova.

Ascom Lid./PDT com Ag. Câmara