Wolney Queiroz cobra pagamento imediato do auxílio emergencial à população de baixa renda

Wolney Queiroz cobra pagamento imediato do auxílio emergencial à população de baixa renda

Em sessão virtual da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (31), o líder do PDT na Câmara, Wolney Queiroz (PE), cobrou a imediata sanção e regulamentação da renda básica emergencial, aprovada pela Câmara na semana passada e ontem pelo Senado. Resultado de amplo acordo, o auxílio vai garantir a trabalhadores informais, desempregados, MEIs e mães chefes de família o pagamento de R$ 600 até R$ 1.200 mensais pelo período de 3 meses. O governo propôs que essa ajuda fosse de apenas R$ 200.
Wolney ressaltou tratar-se de uma emergência e que as famílias não têm tempo a perder. “Assina, logo, Bolsonaro! Olhe a realidade do Brasil. Demorar a garantir essa renda é um assombro”, pediu o parlamentar.
Ainda durante seu pronunciamento, o líder pedetista destacou o trabalho do SUS, que “se apresenta com toda a sua força no combate à Covid-19”. Segundo ressaltou, os liberais se contorcem nos argumentos para reconhecer que a mão invisível do mercado só aparece para pegar o dinheiro e colocar no bolso. “Na hora em que ele tem que dar a mão para o cidadão, os mais vulneráveis, é preciso a mão visível do Estado. E é esse estado que defendemos, forte, soberano, independente e sempre justo na defesa dos que mais precisam”, asseverou.
O líder pedetista ainda repudiou declarações do ministro da Defesa e do vice-presidente da República enaltecendo a ditadura militar, que mergulhou o país na escuridão por 21 anos. “Em nome do meu partido, repudiamos veementemente qualquer tentativa de enaltecimento desse triste período na história do Brasil”.