Violência no Rio Grande do Sul preocupa Giovani Cherini

Violência no Rio Grande do Sul preocupa Giovani Cherini

O deputado Giovani Cherini (PDT-RS), coordenador da bancada gaúcha na câmara federal, tem se empenhado em resolver os problemas da segurança pública no Rio Grande do Sul. Com o aumento da violência no país, principalmente no seu estado, o parlamentar quer que a Câmara vote, ainda este ano, o Projeto de Lei 3174/15, de sua autoria, que extingue o regime semiaberto e estabelece o regime fechado e aberto para cumprimento da pena privativa de liberdade.

O parlamentar ainda lembrou que o efetivo policial gaúcho diminuiu devido a uma série de aposentadorias da categoria e não foi recomposto por falta de incentivo para a ocupação dos cargos. Cherini cobrou do governador uma solução para a queda do efetivo: “os policiais militares e os policiais civis estão desmotivados, pois não têm expectativa de melhorar as suas condições de trabalho”, comentou.

Cherini tomou como exemplo o Estado de São Paulo. De acordo com ele, o governo concede bônus aos policias que cumprirem metas. “Vejo por aí um bom caminho a ser seguido e um belo incentivo aos responsáveis pela segurança da população gaúcha”, citou.

O deputado também reforça a necessidade de que sejam construídos mais presídios e colônias penais onde os presos possam trabalhar. Ele cita dados da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, em que diz que setenta por cento dos que cometem crimes deveriam estar pagando pelos seus delitos anteriores. “Por que não trabalhar com a possibilidade de os presídios serem mantidos pela iniciativa privada? Ou porque não fazer uma parceria público-privada? Nos Estados Unidos grande parte dos presídios é privada”, explica o parlamentar.

Ascom Lid./PDT