TCU pode fiscalizar contratos da Comissão Brasileira de Voleibol com órgãos federais

TCU pode fiscalizar contratos da Comissão Brasileira de Voleibol com órgãos federais

A Comissão de Esporte aprovou Proposta de Fiscalização Financeira (PFC 181/14), do deputado André Figueiredo (PDT-CE), que pede ao Tribunal de Contas da União fiscalize, em conjunto com a Comissão de Desporto, a aplicação de recursos públicos destinados à Confederação Brasileira de Voleibol (CBV).

Pela proposta, devem ser investigados os convênios realizados entre o Governo Federal e a CBV, bem como as transações realizadas entre o Banco do Brasil e a confederação. Diz ainda, que a fiscalização será mais efetiva se executada por intermédio do TCU, com a realização de inspeções ou auditorias de natureza contábil, financeira, orçamentária, operacional ou patrimonial, bem como de outras medidas que se fizerem necessárias.

O resultado da auditoria deve ser avaliado pela Comissão de Esporte e disponibilizado aos interessados na secretaria do colegiado.

André Figueiredo formulou a proposta baseado em reportagens veiculadas em um canal de esporte da TV por assinatura, em 2014, que denunciaram uma série de irregularidades na gestão dos negócios da confederação, o que supostamente atingiram os contratos e convênios com órgãos do Governo Federal e com o Banco do Brasil.

Ascom Lid./PDT