Setembro Amarelo: Congresso recebe iluminação amarela em apoio à campanha de prevenção ao suicídio

Setembro Amarelo: Congresso recebe iluminação amarela em apoio à campanha de prevenção ao suicídio

A pedido dos líderes do PDT na Câmara, Wolney Queiroz, e no Senado, Cid Gomes, o prédio do Congresso Nacional será iluminado de amarelo em apoio à campanha do Setembro Amarelo de prevenção ao suicídio.
Em 2003, com o objetivo de chamar a atenção de governos e da sociedade para o assunto, a Organização Mundial da Saúde criou o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, celebrado no dia 10 de setembro.

No Brasil, por iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), da Associação Brasileira de Psiquiatria e do Conselho Federal de Medicina, o dia 10 passou a fazer parte do Setembro Amarelo, uma campanha mundial com o objetivo de promover a conscientização e a prevenção, associando a cor ao mês de mobilização.

De acordo com dados da OMS, o suicídio é uma das principais causas de morte no mundo. E os números são alarmantes. Em 2019, mais de 700 mil pessoas tiraram a própria vida, o que levou a organização a elaborar novas orientações para ajudar os países no aprimoramento do atendimento e da prevenção. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, a cada 46 minutos, um brasileiro, a maioria homem, negro, com idade entre 10 e 29 anos, tira a própria vida.

Mas por meio do apoio, acolhimento, estímulo às pessoas falarem abertamente sobre o assunto, bem como com informação e esclarecimentos é possível mudar esse triste quadro, reduzindo cada vez mais as estatísticas.