Seminário discute importância econômica e social das academias de ginástica

Seminário discute importância econômica e social das academias de ginástica

A Comissão do Esporte, em parceria com a Comissão de Desenvolvimento Econômico, realiza nesta terça-feira (20) seminário para debater os impactos econômicos e sociais das academias de ginástica. Dentre os 14 autores do pedido para a realização do evento estão os pedetistas André Figueiredo (CE) e Flávia Morais (GO).

De acordo com os proponentes do seminário, menos de 5% da população brasileira têm acesso a academias de ginástica e a atividades físicas em geral, mas, apesar disso, “o setor apresenta números positivos”. Com menos entraves burocráticos e regulatórios os parlamentares acreditam que a área esportiva poderá contribuir ainda mais para a economia – com geração de emprego e renda – e a saúde da população, o que poderia reduzir, inclusive, gastos públicos com saúde, segundo argumentam.

Convidados:

– presidente da Associação Brasileira de Academias (ACAD-Brasil) e representante da Academia Gustavo Borges, Gustavo Borges;

– vice-presidente da ACAD-Brasil e representante do Grupo Bio Ritmo/Smart Fit, Edgar Corona;

– diretor da ACAD-Brasil e representante da Rede de Academias Cia Athletica, Richard Bilton;

– diretor jurídico da ACAD-Brasil, Mário Duarte;

diretor da ACAD-Brasil e representante da AMS Company, Ailton Mendes;

– diretor da ACAD-Brasil e representante da Rede de Academias Bodytech, Luiz Urquiza;

– presidente do CREF 7/DF, CEO da Smart Fit e CEO da Nova Geração, Patrick Novaes;

– diretora da International Health and Racquets Sports Club Association (IHRSA) e representante internacional da ACAD-Brasil, Monica Marques;

– conselheiro fiscal da ACAD-Brasil e representante da Academia Cagim (Manaus/AM), Taner Verçosa;

– CEO do Brasília Capital Fitness (BCF), Fábio Padilha;

– presidente da Câmara Setorial de Equipamentos para Ginástica, representante da Abimaq, Gilson Conceição Carvalho.

Auditório Nereu Ramos, às 13 horas