PDT debate sobre o avanço de políticas conservadoras e a união dos povos no 25º Congresso da Internacional Socialista

PDT debate sobre o avanço de políticas conservadoras e a união dos povos no 25º Congresso da Internacional Socialista

O PDT participa do 25º Congresso da Internacional Socialista, realizado em Cartagena, Colômbia. Com o tema “Por um mundo de paz, com igualdade e solidariedade”, a delegação brasileira representada pelo PDT participou de palestras que abordaram temas, como o avanço mundial de políticas conservadoras, a união dos povos e a redução das desigualdades.

A solenidade de abertura, ocorrida nesta quinta-feira (2/03), contou com a presença do presidente colombiano, Juan Manuel Santos, prêmio nobel da paz de 2016, o presidente da Internacional Socialista (IS), George Papandreou, ex-primeiro ministro da Grécia, o secretário-geral da Internacional Socialista, Luis Ayala, e representantes de dezenas de partidos políticos que compõem a organização em todo mundo, representados por mais de 350 delegados.

Fazem parte da comitiva brasileira o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, o secretário-geral do partido e presidente da Fundação Leonel Brizola/Alberto Pasqualini, Manoel Dias, os vice-presidentes da legenda deputado André Figueiredo,  Vieira da Cunha e a presidente da Ação da Mulher Trabalhista (AMT), Miguelina Vecchio, além dos delegados Márcio Bins, Josbertini Clementino e Marli Mendonça.

Candidato a vice-presidente da IS, Carlos Lupi ratificou a necessidade de marcar posição no combate à discriminação que evolui nos continentes. “Precisamos refletir sobre o que acontece no mundo. A Internacional Socialista não pode aceitar a construção de muros. A direita continua crescendo na humanidade com o poder do capitalismo”, disse.

“Nós, socialistas e sociais-democratas, olhamos para os seres humanos. Peço uma reflexão sobre o que acontece no mundo e que impacta a humanidade. Precisamos derrubar os muros da discriminação. É o papel da Internacional Socialista, que sempre esteve na vanguarda”, asseverou o pedetista.

Manoel Dias, secretário-geral do PDT, reforçou a importância da mobilização dos grupos socialistas. “As forças de esquerda precisam estar cada vez mais integradas para combater essa onda reacionária e neoliberal que assola países em todo o mundo. Por isso, o alinhamento das ações é fundamental para impedir o retrocesso social e a retirada de direitos históricos”, afirmou.

O evento, que apresenta o slogan “por um mundo em paz, com igualdade e solidariedade”, promoverá uma série de debates sobre ações executadas e propostas para redução dos conflitos, com destaque para o processo de pacificação existente na Colômbia, foi destacado pelo presidente local, Juan Manuel Santos.

Além do processo eleitoral da IS, o evento promoverá painéis que darão destaque para a implementação de políticas para estimular uma maior igualdade na economia nacional e mundial.

Ascom Lid/PDT com Assessoria