Marcos Tavares propõe vacinação domiciliar para idoso com problema de locomoção

Marcos Tavares propõe vacinação domiciliar para idoso com problema de locomoção

Idosos a partir dos 60 vão poder ser imunizados contra a Covid-19 e gripe (influenza) em domicílio. A proposta (PL 2361/24) é de autoria do pedetista fluminense Marcos Tavares, que dispõe sobre a implementação do Programa de Vacinação Domiciliar para Idosos com incapacidade de se locomover.

Pelo texto, o cadastro do idoso poderá ser feito nas Unidades Básicas de Saúde (UBS); pelas plataformas digitais disponibilizadas pelo poder público; e número de telefone específico para esse fim.

Caberá aos enfermeiros, técnicos e outros profissionais de saúde da rede pública procederem a vacinação familiar.

Marcos Tavares esclarece que “a vacinação domiciliar é uma prática já adotada com sucesso em diversos contextos internacionais, demonstrando ser uma estratégia eficaz para aumentar as taxas de cobertura vacinal entre os grupos mais vulneráveis”.

A logística para a eficácia do programa, como campanhas de informação e conscientização nas redes e outros meios, transporte e conservação dos imunizantes será de responsabilidade do poder público.

Tramitação: O projeto está na Mesa Diretora e aguarda despacho para as comissões permanentes da Casa.