Líder do PDT condena ataques terroristas e defende unidade em prol do Brasil

Líder do PDT condena ataques terroristas e defende unidade em prol do Brasil

O líder do PDT na Câmara, Afonso Motta (RS), condenou, nesta terça-feira (17/11), no Plenário da Casa, as investidas dos terroristas do Estado Islâmico em Paris ocorridas no dia 13 de novembro. Para o pedetista, os atos mostram a “ousadia e estratégia logística assustadora”. “É a inequívoca certeza de que estamos em estado de guerra,” asseverou Motta.

Segundo o deputado, as guerras e as ameaças constantes dos recentes conflitos militares se afastaram da diplomacia, de negociações e eleições democráticas para solucionar os conflitos políticos. “Trata-se de uma guerra fragmentada, através de um novo jogo de poder em que a geopolítica vai alternando as fronteiras para alcançar seus objetivos, sejam eles estratégicos ou econômicos, aumentando a insegurança da população civil.”

Afonso Motta reafirmou em seu pronunciamento o compromisso do seu partido com a vida e os direitos da população, especialmente a liberdade, segundo ele, “ameaçada em todas as partes do mundo pelo terrorismo, cuja violência incumbe combater.”

O líder defendeu ainda a busca pela unidade em favor do Brasil. “A este parlamento deixamos o desafio, que é do PDT e de todos nós, contra a intolerância, o ódio e a incapacidade de respeitar as  divergências, fraquezas que não podem nos separar.”

 

Ascom Lid/PDT