Flávio Nogueira cobra adutora do Sertão para minimizar prejuízos com a seca

Flávio Nogueira cobra adutora do Sertão para minimizar prejuízos com a seca

O deputado Flávio Nogueira (PDT-PI) relatou, no Plenário da Câmara, o drama da seca vivenciado pelos nordestinos, em especial aos piauienses. O parlamentar lembrou que no Piauí, mais de 200 municípios tiveram os decretos de emergência reconhecidos e a água tem chegado à população  por carros-pipa. Nogueira cobrou uma ação mais enérgica por parte do Governo Federal, para realizar as obras de construção da Adutora do Sertão e, assim, segundo o pedetista, minimizar os prejuízos com a seca.

O parlamentar ressaltou que o Nordeste vive uma das secas mais prolongadas desde 2011. “Essa estiagem tem causado muito sofrimento ao povo que mora no semiárido. No nosso caso, o Piauí sofre muito com a falta de chuvas, principalmente naquela região”, destacou. Flávio Nogueira lembrou que o Piauí possui algumas barragens construídas pelo Governo Federal, mas algumas delas estão com apenas 10% da capacidade de acumulação de água. “Isso é terrível. Lá perto tem a região do Gurgueia que tem uma riqueza, poços jorrantes, águas derramadas na região de Cristino Castro, que poderiam estar sendo canalizadas e abastecer os moradores que sofrem com a seca no semiárido”, diz.

Com a água desperdiçada, Nogueira estima que daria para abastecer municípios com até 140 mil habitantes. Esse problema, lembrou ele, é antigo e nenhuma solução definitiva foi dada até agora. “Ao longo do tempo, fomos desperdiçando esse bem precioso e ainda não conseguimos fazer com que essa água possa chegar a esse sertão tão sofrido. É necessário que o Governo Federal comece a construção da Adutora do Sertão para levar a água do Vale do Gurgueia para a região sofrida do semiárido, abastecendo cerca de 51 municípios que padecem ao longo do tempo”, destacou.

Diante da gravidade da situação, o parlamentar ressaltou que as autoridades governamentais e os políticos devem andar juntos e cobrar soluções para o problema. “Precisamos de ação urgente. Esse é um problema que persiste desde o império e não podemos mais perder tempo. Por isso, a classe política tem que exigir mais competência para acabar com esse sofrimento do povo já tão castigado. Precisamos deixar de adotar somente soluções emergenciais, com o carros – pipas e adotar atitudes a longo prazo”, reforçou.

A obra da Adutora do Sertão no Piauí visa canalizar a água de 37 poços jorrantes e levar para 51 municípios da região do semiárido, próximos ao município de São Raimundo Nonato, a 517 km ao sul do Piauí. A estimativa é de que sejam necessários cerca de R$ 950 milhões para a realização da obra. Nogueira ressaltou que o Estado não teria condições de arcar com esses custos e que, por isso, seria necessária a sensibilização do Governo Federal para custear a obra.

Assessoria deputado