Félix Mendonça Júnior pede que Câmara fiscalize vinícolas de Caxias do Sul

Félix Mendonça Júnior pede que Câmara fiscalize vinícolas de Caxias do Sul

O deputado pedetista Félix Mendonça Júnior (BA) repudiou o ataque xenófobo do vereador gaúcho Sandro Fantinel que, em discurso na Tribuna da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul (RS), em (28/02), atacou os baianos que trabalhavam em vinícolas do munícipio em situação degradante.

Com base nos relatos dos trabalhadores e com o pronunciamento do vereador, que relativizou o escândalo dos mais de 200 trabalhadores – a maioria da Bahia, a quem ele se referiu como os “lá de cima” e “sujos”, levou Félix Mendonça Júnior a anunciar que a bancada pedetista vai acionar a presidência da Câmara para verificar e fiscalizar a situação de trabalhadores em vinícolas do município de Caxias do Sul.

Uma das iniciativas pode ser a criação de uma comissão de apuração. Para Félix, autor o discurso do vereador Fantinel pode ser um sinal de que a prática do trabalho escravo é recorrente.

“Essa postura do parlamentar acende um alerta para sabermos se essa posição de defesa do ilícito não é sinal de uma prática enraizada na região. Podemos estar tratando com uma máfia que usa trabalhadores em regime análogo à escravidão. Por isso, estamos pedindo que isso seja apurado inclusive por nós, deputados federais. Precisamos verificar isso. E uma questão que não atinge apenas aos baianos, mas a todo povo brasileiro”, declarou Félix.

O pedetista afirmou ainda que o vereador deve ser punido com rigor, tanto na esfera política quanto judicial. “Fiquei surpreso em ver um parlamentar de um Estado avançado, educado, ser tão desqualificado, despreparado, xenófobo. Temos que ser contra esse tipo de exploração do trabalhador independentemente da origem, da cor, da classe social, da religião”, ressaltou Félix.

Ascom Lid./PDT com “Política Livre”