Em nota, líderes de oposição pedem retomada de negociação e revogação de decreto de Garantia da Lei da Ordem

Em nota, líderes de oposição pedem retomada de negociação e revogação de decreto de Garantia da Lei da Ordem

Os líderes, do PDT, André Figueiredo,  da Minoria, Weverton Rocha, do PC do B, PSB, do PT e da Oposição na Câmara emitiram nota na qual criticam a falta de diálogo do governo com os caminhoneiros e a decisão do presidente Michel Temer de  editar decreto de Garantia da Lei da Ordem (GLO), determinando  o uso de forças federais contra a paralisação da categoria.

Para os líderes, Michel Temer usou da força para resolver um conflito, que segundo eles, poderia ser solucionado com diálogo. “O presidente mais uma vez nos coloca perigosamente no limiar de um regime de exceção. A GLO editada por ele não é específica e possibilita o uso da força contra qualquer cidadão. Isso é inaceitável”, declararam.

Ainda de acordo com os líderes, o presidente desrespeitou o regime democrático de direito e os cidadãos. Para eles, o Brasil já atravessou crises mais graves que foram resolvidas com negociação e, mesmo com um governo fraco e sem credibilidade, o presidente, em respeito ao cidadão´, “poderia encontrar uma saída”.

Ascom Lid./PDT