Dia Nacional da Mulher Sambista é aprovado na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher

Dia Nacional da Mulher Sambista é aprovado na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher

O ex-deputado pedetista pelo estado do Rio de Janeiro e atual Secretário Parlamentar do Ministério da Saúde, Chico D’Angelo, teve o Projeto de Lei 3057/21, de sua autoria, aprovado, na quarta-feira (3), na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher. A proposta institui o Dia Nacional da Mulher Sambista, a ser comemorado no dia 13 de abril de cada ano.

O texto do projeto homenageia e reverencia a sambista Dona Yvonne Lara da Costa, que comemoraria seu centenário em 2022.

Dona Ivone Lara nasceu no bairro carioca de Botafogo em 13 de abril de 1922. Viveu sua infância em um ambiente doméstico que favorece seu contato com a música – a mãe cantora, o pai violinista e, mais tarde, as rodas de choro organizadas na casa de seu tio Dionísio Bento da Silva referenciam sua musicalidade cantando as cantigas dos escravos negros, os jongos.

Além de Dona Ivone Lara, Chico D’Angelo cita também, em sua justificativa, as sambistas Leci Brandão, Teresa Cristina, Jovelina Pérola Negra, Hilária Batista de Almeida, Clementina de Jesus da Silva, Dorina e tantas outras responsáveis por construir esses capítulos tão importantes da cultura nacional.

Além de ex-deputado federal, Chico D’Angelo é ex-secretário de Saúde de Niterói e ex-presidente da Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados

Ascom Lid./PDT