Deputados do PDT apresentaram proposta alternativa à reforma da Previdência do governo

Deputados do PDT apresentaram proposta alternativa à reforma da Previdência do governo

Por considerarem injusta a proposta (PEC 6/19) de reforma da Previdência do governo, principalmente em relação aos trabalhadores mais pobres, deputados do PDT apresentaram um Substitutivo Global, com parâmetros para acabar com privilégios, mas sem retirar direitos daqueles que estão na base da pirâmide.

Apesar do relatório (substitutivo) apresentado, pelo deputado Samuel Moreira (PSDB – SP), ter alterado significativamente a proposta inicial do Governo, o texto manteve pontos graves e até piorou ainda mais a situação dos trabalhadores menos favorecidos.

O ônus dos problemas do sistema previdenciário e da crise econômica continua sendo pago pela população mais carente e pelos trabalhadores do Regime Geral de Previdência Social (INSS) que terão de trabalhar mais tempo para receber uma aposentadoria menor. “O discurso do governo de que essa Reforma da Previdência vai acabar com privilégios e diminuir o desemprego é falso, porque o que vai acontecer, de fato, é o empobrecimento da população brasileira”, afirmam os deputados.

Os parlamentares frisam ainda, que a evidência da proposta é a de fazer economia às custas, especialmente, do trabalhador do INSS, que já sofre com os baixos salários e terá, no futuro, grandes perdas na aposentadoria. Mas o que não se pode esquecer é que salários e proventos reduzidos também diminuem o consumo, o que é péssimo para a economia.

Para entender melhor, veja abaixo quadro comparativo com os pontos da proposta aprovada pelo Plenário da Câmara e os pontos defendidos pelos pedetistas no substitutivo Global:

 

tabela 1 tabela2 tabela3 tabela4 tabela5 tabela6 tabela7 tabela8 tabela9 tabela10 tabela11