PDT promove debate sobre Previdência, dia 19/02, em Brasília

PDT promove debate sobre Previdência, dia 19/02, em Brasília

pdtdep

PDT promove, nesta terça-feira (19/02), um amplo debate sobre Previdência Social com a participação de Ciro Gomes e as bancadas do partido na Câmara e no Senado. O encontro será às 10 horas, no auditório da sede nacional da legenda, em Brasília, e terá o economista e coordenador do Programa Econômico do candidato à presidência Ciro Gomes em 2018, deputado federal Mauro Benevides (CE), no comando dos debates.

De acordo com o presidente nacional do PDT, a organização de um grande debate sobre o futuro da Previdência está dentro de um cronograma do partido para que, toda vez que o atual governo proponha uma mudança que afete a vida de milhões de brasileiros, o partido possa reunir quadros de especialistas e parlamentares para apresentar  propostas que, de fato, melhorem a vida dos brasileiros.

“Neste caso específico, a proposta – que é praticamente uma cópia da que Temer não conseguiu aprovar – irá transformar os trabalhadores em escravos que jamais conseguirão se aposentar. Não é justo que o trabalhador pague pelos desvios e sonegações das grandes corporações. Porque não se cobra o que as grandes empresas devem à Previdência? Porque querem cobrar dos trabalhadores?”, enfatizou Lupi.

A legenda já definiu que fará oposição responsável ao atual governo, levando em conta as propostas, deixando claro que não será apenas mais uma voz contrária.  ” A reforma da Previdência que será enviada ao Congresso possivelmente irá incluir uma alteração profunda no modelo trabalhista. As mudanças teriam como alvo os mais jovens, que devem ser enquadrados no modelo de capitalização, onde cada trabalhador contribui para sua própria aposentadoria. Não admitiremos nenhum tipo de precarização. A reforma é importante, mas não a proposta que está colocada pelo governo,” afirma o líder do partido na Câmara, André Figueiredo.

Segundo matéria do jornal O Globo, o governo avalia deixar de fora direitos trabalhistas, inclusive os que estão previstos no artigo 7º da Constituição Federal, como FGTS, férias e 13º salário. “Paulo Guedes talvez esteja esquecendo princípios constitucionais que prezam pelo bem-estar social dos brasileiros e lhes garante direitos trabalhistas. Ele quer acabar com as férias e 13º de jovens brasileiros e deixar trabalhadores à deriva. Permitir a demissão de celetistas para a contratação de “escravos modernos” sem direitos é uma afronta aos direitos do povo que tanto trabalha,” enfatizou o André.

“Vamos acompanhar todas as medidas que serão tomadas por este governo, muito de perto. Caso prejudique os brasileiros – como o caso desta proposta de Reforma da Previdência – vamos publicamente atacar os pontos que prejudiquem nossos cidadãos, mas sempre apresentado alternativas. Temos quadros e gabarito suficiente para mostrar o jeito que acreditamos ser correto de resolver as grandes questões nacionais, levando em conta sempre o bem estar do brasileiro ”, garantiu Lupi.

 

 

Ascom Lid/PDT com Ascom PDT Nacional