Mario Heringer lembra papel de Caó na luta contra o preconceito

Mario Heringer lembra papel de Caó na luta contra o preconceito

6

O deputado do PDT mineiro, Mario Heringer, lamentou a morte do ex-deputado Carlos Alberto Caó de Oliveira, ocorrida no dia 4 de fevereiro. Segundo ele, “o Brasil perdeu um representante fundamental para a criminalização do preconceito”.  “Foi com profundo pesar que recebi a notícia do falecimento do jornalista, advogado, militante do movimento negro e ex-deputado, Carlos Alberto Caó de Oliveira, aos 76 anos, no Rio de Janeiro, lamentou o deputado.

Heringer lembrou da Lei nº 7.716/1989, chamada ‘Lei Caó’, de autoria do ex-deputado, que  tornou crime sujeito à pena de prisão, inafiançável e imprescritível, ‘praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião’.  “Manifesto minha solidariedade aos amigos e familiares desse grande homem, de cujas ideias e ideais de igualdade compartilho. Na minha trajetória pessoal e pública, sempre combati qualquer tipo de preconceito. Em um momento triste, de despedida do estimado colega do Partido Democrático Trabalhista (PDT), ‘Caó’, é hora de reafirmar nossa luta para que o preconceito seja sempre combatido”.

 

Ascom Lid/PDT com Assessoria deputado